O FUTURO DA HUMANIDE - REFLEXÕES






quarta-feira, 13 de março de 2013

0119-HONESTIDADE INTELECTUAL


Acredito que debates no âmbito da metafísica, só fazem sentido se ambos os lados NÃO se posicionarem como os “donos da verdade”. Se isto acontecer, só resta duas coisas ou o “sabe tudo” apresenta elementos de convicção inquestionáveis, ou vamos continuar nessa eterna lenga –lenga tendenciosa, e recheada de afirmações inócuas...

Temos que considerar uma premissa elementar de qualquer debate, se um dos lados possuir elementos de convicção concretos e suficientes deixará de ser confrontado e passará ser ACEITO...

Cerco os ateus com os “arames” do argumento e eles, simplesmente, como bois sem cangaias, pulam as cercas da honestidade intelectual e continuam no pasto do “não existe” e do “morreu acabou”; onde, o “capim” do fundamento é como a sabedoria do tolo; e, a coerência, como a honestidade do corrupto...

No caso aqui do blog, se os ateus se acham os “PAPAS” porque não dão o xeque-mate? Porque não apresentam elementos de convicção suficientes, e suscetíveis do crivo da ciência? SE NÃO PODEM FAZER ISSO, POR FAVOR, NÃO SE COMPORTEM COMO SE PUDESSEM; não sejam intelectualmente desonestos... “uma grande prova de ignorância é a presunção, a priori, do conhecimento máximo sobre um tema, especialmente, quando polêmico”.

Só um debate, sem estes vícios, pode levar ao avanço do entendimento e à verdade, por hora desconhecida de todos, um dia...

Antonio Ferreira Rosa.

Nenhum comentário: