O FUTURO DA HUMANIDE - REFLEXÕES






quarta-feira, 1 de maio de 2013

0124-OS MALFEITORES DA HUMANIDADE...


Devemos ter pena das pessoas que, pela vida a fora “optaram” pelo mal; devemos ter pena dos milhões e milhões de “Adam Lanza”, “Suzana Von Richthofen”, Serial Killers e outros  assassinos comuns,  delinquentes e malfeitores que a humanidade já produziu. Penso que eles não fizeram uma simples e espontânea opção pelo mal, mas, foram conduzidos a ele quando não tiveram a formação correta do que chamo de “software psicológico”, na primeira infância...


Muito provavelmente estas pessoas  receberam informações erradas, no momento impróprio... Acredito que, na vida intrauterina, da formação do sistema nervoso central, até aos cinco anos de idade, a criança não pode receber informações de forma “normal”, isto é, da mesma forma que os adultos recebem: informações violentas, malignas, equivocadas, controversas, desordenadas ou aleatórias, visto que, o cérebro de um bebê é “virgem” e, não dispõem de capacidade ou mecanismos de avaliação e juízo das informações...


A ciência ainda vai provar que nesta fase da existência, os conteúdos das informações que a criança recebe, devem ser selecionados, pré-definidos, específicos, direcionados a cada etapa do desenvolvimento cerebral, físico, emocional, e, devem ser pedagogicamente aplicados...  Devem ser apropriados e capazes de formar em primeiro lugar, exclusivamente, o “software psicológico” que irá fornecer ao indivíduo, desde a mais tenra idade, a ferramenta absolutamente indispensável para construir a base dos valores morais e afetivos,  necessários à diferenciação  e à valoração coerente, no momento da opção pelo BEM ou o MAL, futuramente, em relação a si próprio, sua família, a sociedade, os outros seres, e o planeta...


Penso que, infelizmente, os “monstros” da nossa sociedade foram produzidos pela  falta de uma  pedagogia  específica e apropriada para a educação na primeira infância, aplicada  a partir da formação do sistema nervoso central até aos cinco anos de idade; pela  ignorância de conhecimentos científicos e sua influência nos processos de formação do que chamo de “software psicológico...


Salvo os casos de má formação neuronal e outros comprometimentos afins, ou físicos, "nascemos" bebezinhos, lindos, frágeis, inocentes; e, a criação e a relação inicial com as gerações adultas, e a “educação” (familiar em primeiro lugar e, social em segundo lugar) cem por cento desprovidas de princípios científicos e pedagógicos, produzem os “monstros” que tanto tememos...


Enquanto a ciência e o conhecimento sobre a educação infantil não chegam, continuemos afetados e estarrecidos, e, a mandar as vítimas adultas da “educação” para as cadeias ou para os paredões de fuzilamentos, afinal, são monstros malignos, e, não se pode conviver com monstros.  Na falta de alternativas, temos que elimina-los de alguma forma...


Mais uma vez deposito com convicção, na ciência e na evolução, a solução para os problemas da humanidade...


Quem tiver curiosidade sobre o assunto poderá ver de forma detalhada na postagem nº 0111 (A SINDROME DA DELINQUENCIA COMPULSIVA), neste BLOG.
Antônio Ferreira Rosa.






Nenhum comentário: